Como escolher um filhote.


Dez situações que podem fazer com que você adote ou compre o cãozinho perfeito para sua família, com esse simples teste muitos dos problemas poderiam ser evitados. Confira agora mesmo!

Filhotes
Foto: Site Squidoo.com

Antes de comprar ou adotar é necessário analisar muito bem o perfil do cão e da família, e o que nos interessa agora é saber como uma pessoa com pouca ou nenhuma experiência em comportamento de cães, mas com muito amor para dar, poderá saber avaliar o perfil do cão.

Passados quarenta e nove dias de vida do filhote, podemos aplicar esse teste que irá nos dizer aproximadamente como será o perfil desse cãozinho e se ele será ou não agradável para nossa família.

Na maioria dos casos o que vejo são pessoas com pouca ou nenhuma experiência, que acabam escolhendo o bichinho, levados por um sentimento, pela aparência ou por outros fatores sem explicação. E acabam sem saber, levando para casa um cão que poderá dar muitos problemas e na pior das hipóteses causar acidentes.

O teste do qual iremos falar é composto de dez situações que irão avaliar diferentes áreas do cão, elas são:

1- Atração por pessoas (sociabilidade, treinabilidade)
2- Seguir a liderança Humana (interação com humanos, independência, treinabilidade)
3- Facilidade de Controle sob controle Físico (submissão, treinabilidade.)
4- Facilidade de Controle pelo carinho (independência, dominância, aceitação de proximidade de pessoas, treinabilidade)
5- Facilidade de Controle em situação de risco ( dominância, medo)
6- Vontade de fazer algo pelo Dono (treinabilidade, interação com humanos, obediência)
7- Resistência a Dor (sensibilidade à dor)
8- Barulho Forte (sensibilidade a ruído, medo)
9- Reação a algo que se move (potencial para perseguir pessoas, animais e objetos em movimento, bem como sensibilidade visual)
10- Reação à situação inesperada (estabilidade, equilíbrio)

São situações simples que se fossem apresentadas a todos os filhotes ou cães antes de serem adotados ou comprados, poderiam evitar muitos problemas de comportamento, aborrecimentos e sem dúvidas melhorar bastante o relacionamento entre donos e cães.

Fonte: Pet Rede.